top of page
  • Foto do escritorDiogo Oliveira

Caminhada Fotográfica à Cascata de Anços, Sintra | Caminhadas & Aventuras

A cascata de Anços é outra das cascatas que é possível fotografar perto de Lisboa, um pouco mais acima que a cascata de Fervença e que a cascata de Armés, sendo possível fotografar as três cascatas no mesmo dia. O acesso à cascata é relativamente fácil e com indicações, no entanto, para conseguir chegar a todos os pontos fotografáveis deve mesmo levar galochas, uma vez que se estiver com muita água não será possível atravessar para o outro lado da ribeira. E para fotografar a magnifica cascata em forma de escada também vai precisar das galochas.



QUANDO VISITAR

Como qualquer cascata vamos querer fotografá-la com água, e por isso, deve ser visitada em meses depois de chover. Ela não seca totalmente no verão, mas fica com um caudal mais reduzido. No entanto, recomendo visitar nos meses de fevereiro a abril.


DETALHES

Ponto de Partida: Estacionamento no meio da aldeia

Distância a Percorrer: Cerca de 4 km

Altura do ano: Primavera e outono

Melhor hora do dia: Todo o dia

Material Recomendado: Máquina + objetiva grande angular e normal (entre 10mm e 200mm)

Extras: Evitar os dias imediatamente a seguir a chuvas muito fortes


COMO CHEGAR

Mais uma vez não é fácil chegar a esta cascata, mais por causa da falta de estacionamento, pode colocar no GPS as seguintes coordenadas: 38°52'32.7" N 9°18'46.5" O, ou 38.875744 -9.312925, ou seguir o link para o google maps.


PERCURSO RECOMENDADO

O percurso até à cascata é relativamente fácil e tem várias placas a indicar o percurso correto, resumidamente devem caminhar desde a aldeia até à estrada de terra batida. Depois devem descer até verem uma placa à esquerda a indicar o caminho pedestre que devem seguir, a parte final do percurso pode ser a mais complicada. Existe ainda um caminho que podem fazer até ao outro lado da cascata, se tiver muita água podem ter de utilizar umas galochas, se não conseguem passar sem problemas. Podem fotografar a cascata de ambos os lados mas também fotografar as mini cascatas em forma de escada um pouco mais abaixo.



A MINHA EXPERIÊNCIA

Embora seja uma cascata grande e com bastante água, para mim o foco central deveria de ser precisamente as mini cascatas em forma de escadas. Adoro os efeitos que elas criam, e os remoinhos que acabam por formar. E toda a envolvente da cascata, com as lianas esverdeadas. O único problema é que a cascata é bastante concorrida, por isso, não se admirem se aparecerem pessoas para tirar umas selfies, mesmo durante a semana. Vale a pena a visita.



QUEREM APRENDER MAIS SOBRE FOTOGRAFIA?


Quando estamos a fotografar é fácil perder a noção do que devemos ou não devemos concentrar, sejam as espécies mais comuns ou as mais raras, seja tentar fotografar de dia ou de noite. Criei alguns artigos para mostrar o que podem procurar em certos locais para fotografar.


Fique a saber que espécies fotografar durante a sua visita à Tapada de Mafra: 3 Espécies para Fotografar na Tapada de Mafra  


Conheça quando fotografar diversas espécies de aves no litoral de Oeiras: 4 Espécies para Fotografar no Passeio Marítimo de Oeiras



VEJAM AINDA OS MEUS VÍDEOS NO YOUTUBE

Criei vários vídeos sobre fotografia de vida selvagem onde explico como fotografar diversas espécies e ainda algumas das melhores técnicas fotográficas. Desde fotografar aves costeiras a fotografar o bonito guarda-rios, é uma pequena playlist que espero que desfrutem e deixem um like nos vídeos.



Sabiam que podem aprender mais sobre fotografia comigo no campo?


Espreitem a página da ONWILD para ficar a par de todos os destinos, eventos e workshops! Podem ainda aprender mais sobre fotografia e ficar a conhecer outros países.

0 visualização

Comentarios


bottom of page