• Diogo Oliveira

Porque gosto de retrato fotográfico?

Onde tudo começou

A fotografia teve o seu início nos primeiros retratos. Isto ainda antes de existir a primeira máquina fotográfica, pois já existia esta necessidade de registar uma “fotografia” autêntica da pessoa em questão. E por isso, existem muitos fotógrafos a afirmar que a fotografia se iniciou com as primeiras pinturas de retratos. Estes foram os primeiros retratos fotográficos registados a tinta, só mais tarde com a invenção das primeiras máquinas é que os retratos se multiplicaram e era possível encontrar um fotógrafo em quase todas as esquinas. Eu não sou desse tempo, mas os meus pais e avós são. E ainda hoje tenho algumas das primeiras fotografias que eles tiraram com as antigas máquinas de rua. Hoje o processo é um bocado mais facilitado, podemos levar as máquinas para todo o lado e conseguimos inclusivamente fazer as primeiras selfies.


Misturar tudo

Na fotografia de natureza, em especial na fotografia de macro, é possível misturar várias cores numa única palete. Podemos adicionar diversos elementos para aprimorar o resultado final, podemos adicionar mais cores, mais objetos, podemos controlar a luz, direcionar a luz, e tudo o que possam imaginar. Quando comecei a fotografar retratos procurei imitar o que via, mais tarde compreendi que devia de fazer algo único e especial. Fui por isso buscar as várias técnicas que fui desenvolvendo ao longo dos anos na fotografia de macro e comecei a utilizá-las na fotografia de retratos! Procuro sempre uma ligação com a natureza, uma palete de cores rica e que o retrato transmita uma calma e sensação de liberdade.


Cores e mais cores

Adoro fotografias com cores! Procuro sempre locais que tenham cores, sejam os verdes das folhas ou os vermelhos das plantas. Assim como o céu tem de ser rico em cores. Gosto de fotografar ao nascer ou ao pôr-do-sol. Mas também estou aberto a experimentar ideias diferentes. Pratico desporto desde que me lembro, e por isso, gosto muito de tentar criar algo especial com os praticantes que queiram ver a sua relação com o seu desporto registada.


Fotografias por Diogo Oliveira Photography